Logo
Logo Logo Logo

Noticías

Após 1º lucro em 6 anos, Bombril vai voltar a anunciar

Após uma profunda reestruturação, que levou um ano, a Bombril tenta voltar à briga por espaço no bilionário mercado de produtos de limpeza do país.

O plano envolve lançar novas fórmulas de marcas tradicionais, aumentar o número de locais onde seus produtos são vendidos e retomar seus icônicos comerciais.

A empresa teve de cortar todos os gastos com propaganda em 2016. Sobrou até para o "Garoto Bombril". O ator Carlos Moreno, que há 38 anos propagandeava as "1.001 utilidades" da marca, teve seu contrato cancelado.

A medida foi necessária diante da penúria da companhia, que devia milhões na praça e colecionava prejuízos. Ao fim de 2015, a situação era tão caótica que fornecedores se negaram a enviar matéria-prima às fábricas.

Para salvar a Bombril, foi preciso enxugá-la. Metade dos 550 tipos de produto foram limados. Das 27 marcas, 5 deixaram de existir. Foram demitidos 450 funcionários –16% da força de trabalho.

As mudanças foram feitas com a ajuda da RK Partners, especializada em resgatar empresas em risco de quebrar.

Ronaldo Sampaio Ferreira, filho do fundador e dono da Bombril, delegou à consultoria a gestão da companhia.

Com as medidas, a Bombril saiu de um prejuízo de quase R$ 400 milhões em 2015 para lucro de R$ 60 milhões no ano passado, o primeiro resultado positivo em seis anos.

Fonte: Folha.com